Câmeras – parte 4

postado em: Blog | 0
1 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 1 1 Flares ×

Oi pessoal..

Hoje finalizaremos nossa viagem ao mundo das câmeras digitais.

Para terminar, temos as câmeras MIRRORLESS:

Como o nome já sugere, elas não têm espelhos para redirecionar a imagem para o visor ótico. A luz entra e atinge diretamente o sensor, isto significa que nas câmeras mirrorless, o sensor fica 100% exposto, você não pode mais ver a cena que quer fotografar pelo visor ótico, somente pela visor LCD ou através do visor EVF (electronic viewfinder) que são como os visores óticos, mas feitos de cristal liquido, embutido nas câmeras mais avançadas, que mostram 100% da imagem que o sensor está registrando.

Sistema Mirrorless

A qualidade de imagem é excelente, comparável a de muitas câmeras profissionais. Seu sensor é pequeno, mas geralmente muito avançado e elas também usam lentes intercambiáveis, o que traz muita versatilidade. Então podemos concluir que as mirrorless são uma espécie de híbrido, tamanho de compacta e recursos de DSLR. Aí vc pensa: “É a câmera perfeita!” Depende! Por melhores que sejam, as câmeras mirrorless ainda não alcançaram a qualidade e rapidez que os profissionais precisam, porém é uma ótima opção para os fotógrafos amadores que prezam por qualidade impecável de imagem, portabilidade e não vêm problema em gastar muito dinheiro, pois preço é sua grande desvantagem.

Com isso, terminamos nossa viagem pelo mundo das câmeras digitais.

Espero que tenha conseguido mostrar para vocês que o que importa é o fotógrafo, não a câmera. O olhar, a perspectiva, o ângulo, a composição, isso tudo vem da pessoa, a câmera ajuda a transformar a ideia em imagem. Use o que estiver ao seu alcance, celular, iphone, câmera descartável, compacta, qualquer coisa, o importante é não perder o momento.

Gostou? Quer mais? Dê o seu “like”, compartilhe, comente, sua opinião é muito importante.

Em breve, postarei mais artigos interessantes sobre fotografia. Aguardem…

Deixe uma resposta